UFSC » Departamento de Farmacologia

Gravidade da epidemia de Zika pode ser maior do que se imagina
Publicado em 16/09/2016 às 14:57

Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

Uma pesquisa realizada por pesquisadores da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, SP (Famerp) e apoiada pela Fapesp sugere que a epidemia causada pelo vírus zika no Brasil pode ser muito maior do que dizem as estatísticas oficiais, pois parte dos casos é confundida com dengue. Foram analisadas, com técnicas mais precisas, amostras sanguíneas de 800 pacientes que haviam recebido diagnóstico de dengue, atendidos entre janeiro e agosto de 2016. Para surpresa geral, a infecção pelo vírus da dengue só foi confirmado em 400 amostras. Porém, em mais de 100 dos casos analisados encontraram o vírus Zika e, em uma das amostras, foi identificado até mesmo o vírus causador da febre chikungunya!Nas outras quase 300 amostras restantes não foi encontrado nenhum desses três vírus transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti. Sugerindo que nesses pacientes, casos de gripe ou de outras viroses, foram confundidos com a dengue. Essa pesquisa foi publicada em agosto no Journal of Clinical Virology 
Continue a leitura »

Por onde andam os medicamentos em nosso corpo?
Publicado em 29/08/2016 às 15:56

Resultado de imagem para rota dos medicamentosVocê tem curiosidade para saber como os medicamentos que tomamos chega nos lugares que devem chegar em nosso organismo? Em cápsulas, comprimidos, gotas ou xarope, os medicamento tomados pela boca tem um duro caminho até atingirem seus alvos. O estômago é muito ácido (pH entre 1 e 2) e essa acidez pode ser muito prejudicial a alguns medicamentos, destruindo-o antes que ele consiga seguir adiante no organismo. Por causa disso, se costumam usar as cápsulas ou comprimidos revestidos. As cápsulas são fáceis de identificar. São feitas de um tipo de gelatina seca em duas partes que se encaixam, fechando o medicamento em pó dentro dela. Já os comprimidos revestidos podem ser facilmente diferenciados dos comprimidos comuns pela ausência daquele sulco que divide o comprimido em duas partes. Os revestidos não tem esse sulco, como forma de avisar que estes comprimidos jamais devem ser partidos ao meio antes de tomá-los.
Continue a leitura »

Efeito da flora intestinal sobre a ação dos medicamentos no organismo
Publicado em 29/08/2016 às 15:47

flora intestinal tem várias influências sobre a saúde humana, mas os cientistas têm mostrado que ela também pode modificar a resposta do corpo aos medicamentos. Uma pesquisa recente da Universidade de Kumamoto no Japão sugere que as alterações na flora intestinal, causadas por fármacos antibacterianos e antibióticos, pode modificar o efeito de vários tipos de medicamentos, inclusive dos seus efeitos colaterais. A pesquisa investigou detalhadamente as modificações causadas nas proteínas do fígado e dos rins, que são importantes para a resposta do organismo aos medicamentos.

Os antibióticos são prescritos para o tratamento e prevenção de infecções bacterianas, mas muitas vezes são tomados junto com outros medicamentos. Infelizmente, essas drogas afetam não só as bactérias nocivas, mas também as bactérias que ocorrem naturalmente dentro do intestino.
Continue a leitura »

Sinais para o Mal de Parkinson são achados em lugares inesperados
Publicado em 01/08/2016 às 11:06

escada dnaPequenas alterações no DNA, chamadas polimorfismos de nucleotídeo único (PNU), foram encontradas não só em células do cérebro de pessoas com a Doença de Parkinson, onde eram esperadas, mas também em células do fígado, de gordura, células imunes e até em células-tronco. Estes achados podem um dia contribuir para o desenvolvimento de intervenções preventivas antes que os efeitos da doença tornem-se pronunciados, de acordo com um estudo publicado essa semana na revista Scientific Reports.
Continue a leitura »

  • Administradores do Site
  • 1960 - 2015 - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) | Central Telefônica - (48) 3721-9000 |
  • Última atualização do site foi em 16 de setembro 2016 - 14:57:52
SeTIC
Páginas UFSC