Departamento de Farmacologia
  • Medicamentos para o coração podem alterar o funcionamento do DNA

    Publicado em 14/08/2017 às 15:27

    Pílulas de Saber: medicamentos para o coração podem alterar o funcionamento do DNA André Ávila/Agencia RBSOs bloqueadores beta (propranolol, atenolol, etc.) são comumente usados em todo o mundo para tratar uma variedade de doenças cardiovasculares como hipertensão, arritmias e insuficiência cardíaca. Os cientistas sabem há décadas que os medicamentos funcionam retardando a frequência cardíaca e reduzindo a força da contração do coração — diminuindo o trabalho realizado pelo músculo cardíaco.

    No entanto, novas pesquisas da Universidade de York, Canadá, mostraram que esses medicamentos também revertem uma série de alterações genéticas potencialmente prejudiciais associadas à doença cardíaca.
    Continue a leitura » »


  • O cigarro tem forte relação com a artrite reumatoide

    Publicado em 14/08/2017 às 15:21

    Pílulas de Saber: o cigarro tem forte relação com a artrite reumatoide Patrick Rodrigues/Ver DescriçãoEstudo apresentado no Congresso Europeu de Reumatologia (EULAR) 2017 confirmou a ligação entre o hábito de fumar e o risco de desenvolver artrite reumatoide (AR). No entanto, curiosamente, também sugeriu pela primeira vez que, nos fumantes, a exposição ao fumo no início da vida através do fumo passivo na infância aumentou significativamente esse risco. Fumo passivo é o que ocorre quando uma pessoa é obrigada a respirar a fumaça exalada do cigarros de outros.

    Em um segundo estudo, os resultados preliminares de uma meta-análise mostraram que o fumo está associado ao aumento da progressão do dano estrutural na coluna vertebral em pacientes com espondilite anquilosante(EA). Outra razão importante pela qual os reumatologistas devem encorajar os pacientes com EA a pararem de fumar.
    Continue a leitura » »


  • Tratamento enzimático poderá reduzir a lesão do fígado causada pelo alcoolismo

    Publicado em 20/05/2017 às 22:47

    Pílulas de Saber: tratamento enzimático poderá reduzir a lesão do fígado causada pelo alcoolismo Jean Pimentel/Agencia RBSUma enzima intestinal conhecida por evitar a passagem de toxinas bacterianas do sistema gastrointestinal para a corrente sanguínea pode ser capaz de prevenir ou reduzir os danos causados ao fígado pelo excesso de consumo de álcool.

    Pesquisadores do Hospital Geral de Massachusetts, EUA, descreveram como doses orais de fosfatase alcalina intestinal (IAP) impediram o desenvolvimento de esteatose hepática (fígado gordo) em camundongos, tanto devido ao consumo agudo de altas doses de álcool como no seu consumo crônico.

    O dano hepático é um dos efeitos mais devastadores do consumo excessivo de álcool e, portanto, bloquear esse processo poderia salvar milhões de vidas perdidas por doenças relacionadas ao álcool, como a esteatose e o câncer de fígado
    Continue a leitura » »


  • Alcoolismo afeta estruturas cerebrais de mulheres e de homens em direções opostas

    Publicado em 20/05/2017 às 22:12

    Foto: Gilmar de Souza / Agencia RBSEm um artigo publicado na revista científica Psychiatry Research Neuroimaging, pesquisadores investigaram o tamanho de estruturas do sistema cerebral de recompensa em mulheres e homens alcoolistas. O estudo envolveu 60 participantes com longo histórico de alcoolismo — 30 mulheres e 30 homens — e um grupo equivalente de voluntários não alcoolistas. Os participantes que foram alcoolistas estavam sóbrios por períodos variando desde quatro semanas até 38 anos. Todos os participantes tiveram seus cérebros comparados por tomografia de ressonância magnética.
    Continue a leitura » »