Gel de curcumina é eficaz no tratamento de queimaduras

10/04/2017 09:46

Tratamento de cinco dias de aplicação do gel em queimadura, e o resultado após seis semanas Foto: Madalene Heng / DivulgaçãoEm um estudo publicado na revista científica BioDiscovery, a dra. Madalene Heng, professora da Escola de Medicina David Geffen, Universidade da Califórnia em Los Angeles, EUA, afirma que o uso de gel de curcumina tópico para o tratamento de lesões de pele, como queimaduras, é muito melhor e mais eficaz do que se a substância for administrada na forma de comprimidos por via oral. “O gel de curcumina parece funcionar muito melhor quando usado na pele porque a preparação do gel permite que a curcumina penetre na pele”, explica Heng. Neste estudo, o gel de curcumina foi usado em queimaduras para reduzir a gravidade da lesão, diminuir a dor e inflamação, e melhorar a cicatrização deixando menos cicatrizes.

(mais…)

Antibiótico doxiciclina pode ser esperança no tratamento do Parkinson

17/03/2017 10:53

Um estudo publicado na revista Scientific Reports, sugere que o medicamento antibiótico doxiciclina – usado há mais de meio século contra infecções bacterianas – poderá ser usado também, em doses mais baixas, para o tratamento da doença de Parkinson. Segundo os autores deste trabalho, entre eles brasileiros, argentinos e franceses, esse antibiótico pode diminuir os efeitos tóxicos de uma proteína chamada alfa-sinucleína. Em certas situações, essa proteína se acumula no cérebro e destrói as células do sistema nervoso central.

A morte dos neurônios dopaminérgicos (produtores do neurotransmissor dopamina) é o principal evento relacionado ao desenvolvimento de sintomas como tremores, lentidão de movimentos voluntários e rigidez, entre outros. Não há atualmente fármacos capazes de impedir que esse processo degenerativo progrida.
(mais…)

Injeção de tramadol na medula espinhal pode ser opção para certos casos de artrite

10/03/2017 18:59

Foto:  Gilmar de SouzaDentre as desordens articulares com maior impacto na sociedade, incluem-se a osteoartrite, a artrite reumatoide, as espondiloartropatias (artrite reativa), a osteoporose, as desordens espinhais e o trauma em membros. A osteoartrite é a forma mais prevalente, chegando a acometer 30% da população adulta, a artrite reumatoide cerca de 1% e as artrites reativas, pertencentes ao grupo das espondiloartropatias, 0,5% da população mundial.

Essas condições causam grande impacto social, médico e econômico, sendo também a causa mais comum de dor e incapacidade física. Com o envelhecimento da população, todos esses problemas articulares tendem a aumentar proporcionalmente. Os tratamentos incluem desde exercícios físicos e mudanças no estilo de vida, passando pelos medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios, chegando até aos procedimentos de infiltração articular e cirurgias. Porém um estudo recente feito na Universidade Federal de Santa Catarina, sugere que uma droga já bastante conhecida, poderá ser de grande ajuda no futuro.
(mais…)

Esketamina, um antidepressivo instantâneo?

10/03/2017 18:52

Wikimedia/ReproduçãoUm novo estudo publicado na revista Biological Psychiatry relata que a esketamina, um componente do anestésico geral ketamina, mostra rápida e significativa melhoria nos sintomas depressivos em pacientes que não respondem às terapias atualmente disponíveis. O estudo teve como objetivo demonstrar a eficácia e segurança da esketamina na esperança de satisfazer uma necessidade clínica há muito aguardada de terapias que podem resolver a depressão resistente ao tratamento.

(mais…)