Nota de Repúdio

26/02/2018 17:18

O Departamento de Farmacologia CCB/UFSC vem endossar, na sua totalidade, o manifesto (http://www.jornaldaciencia.org.br/wp-content/uploads/2018/02/Manifestação-Pública-SBPC-e-ABC.pdf) emitido pela Academia Brasileira de Ciências (ABC) em conjunto com a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) a respeito dos fatos recentes ocorridos com o Prof Dr Elisaldo Carlini.
Além disso, preocupam-nos sobremaneira os seguintes fatos:
1) a autoridade que recebeu a demanda do Prof Carlini para ouvir um preso, certamente a recebeu de forma oficial, em papel timbrado ou por email. A dita autoridade poderia, em minutos, ter toda a informação sobre o Prof. Carlini em busca pela internet ;
2) ao invés disso, a autoridade imediatamente emite uma intimação para o Prof Carlini prestar esclarecimentos sobre “apologia as drogas”;
3) além da ofensa pessoal ao Prof Carlini, este tipo de atitude mostra o total desconhecimento e despreparo das autoridades brasileiras em conhecer a ciência de alto nível feita no Brasil, bem como conhecer e reconhecer as pessoas que fazem esta ciência;
4) diante do descabimento da atitude pela autoridade em questão, o mínimo que se espera é um pedido formal de desculpas ao Prof. Dr. Elisaldo Carlini.
Um dos cientistas mais respeitados no mundo, o Prof. Carlini é Professor Emérito da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), membro titular da ABC, diretor do Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas (Cebrid), primeiro representante da SBPC no Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas (Conad). Foi condecorado duas vezes pela Presidência da República, sendo membro do Expert Advisory Panel on Drug Dependence and Alcohol Problems, da Organização Mundial da Saúde (OMS), e é ex-membro do Conselho Internacional de Controle de Narcóticos (INCB) das Nações Unidas. Já formou dezenas de pesquisadores, inclusive membro do Departamento de Farmacologia da UFSC.